Um recado àqueles que acreditam na mudança e que votam em Aécio Neves!

Aécio TancredoAo longo dos últimos meses temos nos deparado com pesquisas de intenções de voto. No 1º turno, fomos surpreendidos com erros injustificáveis. Os institutos de pesquisa afirmam que apenas demonstram “tendências”. Desde a histórica vitória do Senador Aloysio Nunes para o Senado Federal, deixei de acreditar em tais institutos. Ele foi o senador mais votado e, segundo os levantamentos, estava longe de se sagrar o grande vitorioso.

Hoje foram divulgadas pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República. Elas apontam Dilma à frente de Aécio. Se refletirem a verdade, há uma boa razão para a militância tucana e para os que acreditam na democracia irem às ruas e às redes sociais trabalharem em prol da campanha de Aécio Neves.

Os erros flagrantes das pesquisas no 1º turno me levam a desconfiar desses levantamentos. Segundo eles, Aécio, se fosse para o 2º turno, estaria com pouco mais de 23% dos votos. Com as urnas abertas, o senador mineiro superou em mais de 10 pontos percentuais as referidas pesquisas.

Eu viajei, recentemente, por parte deste país. Noto uma clara sinergia em prol da alternância de poder no plano federal. Ouço brasileiros escandalizados com os episódios envolvendo a Petrobrás e outros fatos que assolam o governo Dilma. Tenho tudo para não crer nas últimas pesquisas. Tenho, acima de tudo, as manifestações populares em prol da candidatura do senador Aécio Neves, como as ocorridas em MG, no RJ, na PB e na BA.

Se os institutos de pesquisa, sob um governo autoritário, teimam em afirmar que Dilma está à frente, resta a todos os brasileiros que querem e acreditam na mudança demonstrar, uma vez mais, como fizemos no 1º turno, que as pesquisas não refletem a real intenção de voto da Nação brasileira.

O país não pode ser entregue, por mais 4 anos, a um partido que delineou um projeto de poder. Um partido que pratica ilegalidades em prol da captação de votos. Uma sigla que leva adiante terrorismo eleitoral, atemorizando os mais carentes para conseguir se manter na presidência da República.

Por todas essas razões, aliadas à minha convicção de que os recursos brasileiros devem ser investidos no Brasil, e não em ditaduras como Cuba, Venezuela e Bolívia, peço aos brasileiros que integrem um grande movimento em prol da candidatura de Aécio Neves. Não vamos acreditar em pesquisas sabidamente inverídicas. Devemos prosseguir em nossa luta que, acima de tudo, evidencia um movimento em prol da democracia, assim como nos unimos em favor de Tancredo Neves.

Vamos nos juntar, como povo que somos, para mudar a realidade brasileira. Vamos retirar o PT e seu projeto de poder da Presidência da República para fazermos, logo nos primeiros dias de governo, uma verdadeira auditoria nas contas públicas. Só assim saberemos quanto foi gasto em países ditatoriais da América Latina – porto e aeroporto de Cuba – e quanto foi desviado de nossas empresas públicas.

No dia 26 de outubro, não vacile! Vote 45! Vote em Aécio Neves, a fim de que os desmandos petistas sejam apresentados à sociedade, bem como para que a democracia retome seu curso e a economia seja recuperada. Temos uma enorme oportunidade nas mãos! Nosso voto tem muito valor neste momento! É a hora de mostrar ao PT que o Brasil é MUITO maior do que um partido político e que os recursos do Brasil são dos brasileiros e não de ditaduras da América Latina! Vamos dar um basta à ideologia deletéria do Foro de São Paulo! O Brasil é grande demais para financiar regimes autoritários! Queremos mais democracia e, claro, mais liberdade! O Estado agigantado é o primeiro passo para a servidão! Queremos liberdade e por ela lutaremos, com Aécio Neves, até o final desta eleição!

Luiz Fernando de Camargo Prudente do Amaral, Advogado, Professor da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo e da Faculdade de Direito da Universidade Paulista, Doutorando e Mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Especialista em Direito Público pela Escola Paulista da Magistratura, Especialista em Direito Penal Econômico e Europeu pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra-Portugal, Presidente da Comissão de Direito Econômico da 93ª Subseção da OAB/SP – Pinheiros, associado ao Instituto Brasileiro de Ciências Criminais – IBCCRIM e à Associação Nacional de Direitos Humanos, Pesquisa e Pós-Graduação – ANDHEP, autor de livros e artigos jurídicos, mantenedor do site http://www.cidadaniadireitoejustica.wordpress.com.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: