A vitória de Aécio Neves no debate da Rede Globo

Dilma magoadaO debate de ontem (24/10) na Rede Globo demonstrou, mais uma vez, o despreparo da presidente Dilma. Diversas manifestações da candidata foram absolutamente ininteligíveis. Ela tem uma capacidade única de lapsos de memória (“branco”), bem como de falar uma série de palavras que, unidas, nada dizem. Não há uma linha de raciocínio. Há um punhado de palavras sem o menor sentido.

O debate em questão teve um elemento novo. Existiu a participação de eleitores indecisos. Imagino o que esses eleitores pensaram a partir de algumas respostas de Dilma. Um deles perguntou sobre o aumento dos aluguéis. Afirmou que isso dificulta a vida dos brasileiros. É óbvio que esse aumento está atrelado à inflação. Dilma, porém, sugeriu que o indivíduo se cadastrasse no programa “Minha casa, minha vida”, aguardasse o sorteio e, quem sabe, um dia fosse contemplado com um imóvel que, segundo notícias, não tem condições de ser habitado. Só faltou a presidente afirmar que para acabar com o problema do aumento do aluguel revogaria a lei de locações. É quase o governo de Sucupira!

Uma outra eleitora questionou sobre o desemprego. Disse que era qualificada e que tinha formação superior em economia. A presidente, do alto de sua majestade, sugeriu à eleitora que fizesse um curso no “sistema s” ou, como ela tanto gosta, no Pronatec. Em suma, Dilma afirmou que profissionais qualificados devem fazer cursos para ocuparem postos de trabalho em ramo diverso daquele no qual são formados e em condições bastante inferiores. Era melhor não ter dito nada!

Aécio afirmou que os quadros técnicos devem ser valorizados, pois o governo atual oferece subemprego e aparelha o Estado com os companheiros da presidente e de seu partido. A economista, estou certo, seria bem mais eficiente do que muitos dos ocupantes de cargos em comissão nomeados a partir da camaradagem do governo atual.

Nova eleitora questionou sobre a qualidade da educação no Brasil. Dilma disse que o problema é grave e, no meio da resposta, cometeu um sério erro de português, corrigido pela própria eleitora que era professora. Nessa hora surgiu a famosa “vergonha alheia”!

Houve também questionamento acerca da corrupção institucionalizada que toma conta do país. Dilma afirmou que tomou “todas” as medidas possíveis para exterminar a corrupção. Esqueceu de esclarecer, porém, como não sabia de nada acerca dos escândalos da Petrobrás já que é tão combativa em relação ao tema. Aécio Neves, entretanto, ofereceu algumas sugestões. Afirmou que o aparelhamento do Estado é um dos principais males a ensejar a corrupção e lembrou, de maneira bastante propícia que, no atual estágio, o melhor combate à corrupção é tirar o PT do poder.

Petistas tentam, em vão, salvar a performance de Dilma. Mas há tarefas impossíveis! O debate deixou absolutamente evidente o despreparo da candidata. Dá vergonha pensar que uma pessoa tão inapta representa o Brasil no exterior. Talvez por isso ela tenha defendido na ONU o diálogo com grupos terroristas como o “Estado Islâmico”.

Aécio Neves foi o grande vitorioso. Apresentou coerência lógica em todos os raciocínios. Olhou nos olhos de cada eleitor ao responder as questões que lhe eram dirigidas. Mostrou que está preparado para governar o Brasil, resgatando a democracia e recuperando a economia. Assim, temos apenas uma opção amanhã. Devemos votar em Aécio Neves! Votar 45 e confirmar! O Brasil não suportará mais 4 anos de Dilma no poder!

Luiz Fernando de Camargo Prudente do Amaral, Advogado, Professor da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo e da Faculdade de Direito da Universidade Paulista, Doutorando e Mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Especialista em Direito Público pela Escola Paulista da Magistratura, Especialista em Direito Penal Econômico e Europeu pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra-Portugal, Presidente da Comissão de Direito Econômico da 93ª Subseção da OAB/SP – Pinheiros, associado ao Instituto Brasileiro de Ciências Criminais – IBCCRIM e à Associação Nacional de Direitos Humanos, Pesquisa e Pós-Graduação – ANDHEP, autor de livros e artigos jurídicos, mantenedor do site http://www.cidadaniadireitoejustica.wordpress.com.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: