Tão perto do fim….

Manifestação PaulistaOs últimos dez dias representaram enorme mudança no curso da política nacional. As críticas ao governo Dilma “subiram de tom”. No dia 1º de setembro, Hélio Bicudo e Janaína Paschoal apresentaram petição na Câmara dos Deputados na qual veicularam o pedido de abertura de processo de impeachment. Como todo passo que se mostra “novo”, a atitude dos signatários foi bastante questionada pelos órgãos de imprensa. A Folha de São Paulo colheu declarações dos filhos de Bicudo – fundador do PT – na esperança de deslegitimar a pretensão do ex-petista. Não notou, contudo, que Bicudo agiu como todo cidadão preocupado com o futuro do país deveria agir.

Essa estratégia de atacar quem, legitimamente, posiciona-se a favor do impeachment não “cola mais”. No dia 11 de agosto, o ex-Min. Flávio Flores da Cunha Bierrenbach fez um pronunciamento no qual clamava pela renúncia de Dilma. Assim como Bicudo, foi injustamente criticado por alguns e bravamente aplaudido por outros.

O vice-presidente da República, Michel Temer, participou de evento no início da semana e afirmou que Dilma não conseguirá permanecer até o final de seu mandato se a situação prosseguir do jeito que está. Trocando em miúdos, desligou os aparelhos do paciente agonizante. A situação mudou, mas para pior. Devo lembrar que, no dia 1º de setembro alguns corajosos políticos da oposição declararam na tribuna da Câmara Federal irrestrito apoio à iniciativa de Hélio Bicudo.

Nesta semana, parlamentares da oposição iniciaram movimento “pró-impeachment”. Continuou em destaque a veemência do Dep. Carlos Sampaio. Líder do PSDB na Câmara, não se omitiu. Reuniu a oposição da casa legislativa que integra e deu um importante passo para a República. Há, inclusive, petição virtual que colhe assinaturas de brasileiros em prol do impeachment.

Além disso, no curto espaço de 10 dias, o Brasil teve o rebaixamento de seu grau de investimento. Indício claro de que as coisas não vão bem. Os petistas de plantão, cegos pela ideologia ou interessados na manutenção das “tetas” que os sustentam, afirmaram que não “comem grau de investimento”. São os mesmos que, ao longo da campanha presidencial, sustentavam que a preocupação com a inflação era coisa de “coxinha neoliberal”. O problema, contudo, é que o discurso não está em compasso com a realidade das casas dos brasileiros. A crise nem bem chegou e já corrói os salários das famílias.

Lula, aquele mesmo que comemorou a conquista do grau de investimento em 2008, afirmando que o Brasil passava a ser um país sério, disse na Argentina que essas classificações não têm a menor importância. Para o pelego que um dia foi Presidente, aquilo que as agências publicam apenas tem sentido se for favorável. Aliás, para boa parte dos integrantes de seu partido, devemos dar valor apenas a quem nos elogia. Se essa mesma pessoa nos criticar, não deve merecer nosso respeito. Curioso a estratégia do sujeito que esteve por dois mandatos no comando da Nação. Curioso e desprezível!

A máscara caiu! Para piorar, Dilma, tendo em vista a queda do grau de investimento, convocou “reunião de emergência” com ministros e líderes do governo. Pediu harmonia no discurso. Pouco depois de terminada a reunião, o Ministro da Fazenda concedeu entrevista coletiva na qual sustentou que a situação pede “medidas adicionais” (leia-se: aumento de impostos), bem como que, até o final de setembro, o governo “saberá como agir”. É lamentável o descompromisso e o desgoverno que vislumbramos nessa declaração.

Avaliando todos esses fatos, aconselho aos leitores que fiquem mais atentos às legítimas manifestações daqueles que, com histórico ilibado, não se omitem. As providências de Hélio Bicudo e de Flávio Bierrenbach merecem nossa atenção. São brasileiros admiráveis que merecem profundo respeito dos cidadãos. Demonstraram a coragem que boa parte dos políticos da oposição e dos brasileiros renomados não apresenta.

Tenham absoluta certeza de que a omissão, a “inércia cômoda”, será cobrada desses homens e mulheres que, um dia, exerceram protagonismo em nosso país. Quando alguém decide seguir na vida pública, deve saber que tem ônus inerentes a tal escolha. Hélio Bicudo e Flávio Bierrenbach não se acovardaram. Por todas essas razões, admiro esses brasileiros e fico bastante feliz ao saber que temos jovens que sabem o valor da democracia e os deveres da cidadania. Nesse contexto, parabenizo a Professora Janaína Paschoal, bem como todos os amigos que estiveram ligados, juntos comigo, a essas iniciativas.

Espero, sinceramente, que os “homens públicos” de outrora não se calem em face daquilo que vivemos. Clamo para que a oposição se apresente por intermédio de todos os seus integrantes. Infelizmente, o Brasil é o país do “Maria vai com as outras”. Felizmente, há homens e mulheres de bem que puxam esse levante!

Luiz Fernando de Camargo Prudente do Amaral, Advogado, Professor da Faculdade de Direito da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), da Faculdade de Direito da Universidade Paulista e de programas de pós-graduação em instituições de  ensino superior, Doutorando e Mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Especialista em Direito Público pela Escola Paulista da Magistratura, Especialista em Direito Penal Econômico e Europeu pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra-Portugal, Presidente da Comissão de Direito Econômico da 93ª Subseção da OAB/SP – Pinheiros, associado ao Instituto Brasileiro de Ciências Criminais – IBCCRIM e à Associação Nacional de Direitos Humanos, Pesquisa e Pós-Graduação – ANDHEP, autor de livros e artigos jurídicos, mantenedor do site http://www.cidadaniadireitoejustica.wordpress.com.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: