Governador Pedro Taques…Ainda temos esperança na política

Pedro TaquesNa noite de ontem (09.11.15), o governador do Mato Grosso, Pedro Taques, foi entrevistado no programa Roda Viva da TV Cultura. Político por opção e por devoção à causa pública, exerceu a função de Procurador da República e processou políticos bastante conhecidos no país, tal como o Sen. Jader Barbalho. Jurista com excelente conhecimento acerca do ordenamento jurídico e do valor das instituições democráticas, Pedro Taques revelou-se um alento a todos aqueles que não nutrem esperanças em relação à política.

Há alguns meses, Pedro Taques se filiou ao PSDB, migrando do PDT. Contudo, já nas eleições presidenciais, negou-se a seguir a posição de seu antigo partido, declarando apoio à candidatura do Sen. Aécio Neves. O governador é um dos poucos políticos que realmente encarnam o papel de oposição. Não se trata de uma “oposição burra ou sistemática”, mas sim daquela que deve ser exercida com espírito republicano. A independência e a coerência demonstradas ao longo da entrevista puderam ser constatadas, sobretudo, a partir da clara posição em favor da existência de elementos para o impeachment e da afirmação de sua liberdade de pensamento.

Sempre que perguntado a respeito das posições adotadas pelo PSDB em relação à aprovação de “pautas bomba” no Congresso, Pedro Taques sustentou sua preocupação com o futuro do país. Não se afirmou, pois, como um homem que se anula em prol de questões partidárias que podem ser contrárias aos objetivos nacionais. Essa independência é muito importante para a democracia. Quem simplesmente acata decisões partidárias demonstra viver do partido e para o partido ao qual está filiado. O governador, porém, deixou bastante evidente sua vocação para efetivar o bem comum e garantir a estabilidade institucional, em claro compromisso com o regime republicano.

Para além de suas posições pessoais, Pedro Taques demonstrou domínio dos temas relativos à gestão do Estado de Mato Grosso. Não faltaram dados bastante verdadeiros. Para quem assistiu à entrevista, restou alguma esperança na política nacional. Num instante em que ética é “artigo de luxo” para a maior parte da classe política, ouvir um político republicano e decente é animador. O PSDB, que conseguiu trazer esse grande quadro para o interior da sigla, há de valorizá-lo, pois se trata de político que permitirá à oposição adotar a postura que tantos brasileiros aguardam.

Dois aspectos devem ser especialmente salientados em relação à fala do governador. O primeiro deles diz respeito ao profundo conhecimento das questões jurídicas. Tendo sido Senador pelo Estado que hoje governa e contando com vasta formação jurídica, Pedro Taques fez brilhar os olhos de todos aqueles que entendem minimamente a relevância do ordenamento jurídico para a afirmação da democracia. O segundo concerne à absoluta ausência de demagogia. Em nenhum momento o entrevistado assumiu comportamento populista. Ao contrário, foi realista em todas as ponderações que fez. Gestão pede “pé no chão”. É, infelizmente, bastante comum pronunciamentos que apenas buscam afastar a realidade e criar “um mundo melhor” para aliviar as críticas.

Por todas essas razões, mas não apenas em razão delas, cremos que o PSDB deve ouvir com maior frequência e conferir amplo espaço a políticos que demonstram o comprometimento e a lucidez de Pedro Taques. Ousamos sustentar que o governador do Estado de Mato Grosso não pratica a “nova política”. Esse conceito é argumento para marqueteiros. Pedro Taques é adepto da boa política. Por diversas vezes defendeu e demonstrou praticar em seu governo a eficiência, essencialmente através da redução da máquina pública e da nomeação de quadros técnicos, bem como garantir a transparência, sem a qual a democracia resta inviável.

Pedro Taques é político jovem. Com menos de 50 anos, terá papel fundamental à condução da política nacional. As medidas que noticiou aplicar em seu Estado escancaram a viabilidade de uma gestão que se pauta pelo bem comum. Em momento nenhum “disse o que queriam que ele dissesse”. Conservou-se firme em suas convicções e evitou polêmicas desnecessárias ao ser perguntado sobre possíveis desafetos. Em todas as suas colocações, revelou preocupação republicana. Segundo esta, um homem não é e nem pode querer ser maior do que a República.

A entrevista de ontem foi paradigmática. Pedro Taques surge como modelo a ser seguido por outros políticos. Política pede vontade, instrução e competência. Exercer mandatos requer preocupação com o interesse público primário. Gerir a administração pública reclama eficiência em relação aos gastos do erário que, é bom lembrar, compõe-se por intermédio dos tributos pagos pelo contribuinte. Antes de elevar a tributação, impõem-se providências que tornem o Estado eficiente. Se isso não for feito, tal expediente de alteração tributária implica “terceirização da responsabilidade”. Parabéns ao governador Pedro Taques! O Brasil precisa de mais homens públicos com esse preparo!

Luiz Fernando de Camargo Prudente do Amaral, Advogado, Professor da Faculdade de Direito da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), da Faculdade de Direito da Universidade Paulista e de programas de pós-graduação em instituições de  ensino superior, Doutor e Mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Especialista em Direito Público pela Escola Paulista da Magistratura, Especialista em Direito Penal Econômico e Europeu pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra-Portugal, Presidente da Comissão de Direito Econômico da 93ª Subseção da OAB/SP – Pinheiros, mantenedor do site http://www.cidadaniadireitoejustica.wordpress.com.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: