Eduardo Paes, o prefeito brincalhão, mostra o que há de pior em alguns brasileiros…

Eduardo PaesO prefeito Eduardo Paes (PMDB-RJ) tem sido pródigo em proferir frases infelizes. Em uma das conversas de Lula, interceptadas pela Polícia Federal, o prefeito desmereceu a cidade de Maricá. Em vídeo que circula na internet, Eduardo Paes afirma que todos os pedidos que faz ao governo estadual e ao governo federal restam atrelados às Olimpíadas, ainda que nada tenham a ver com o evento. Está cada vez mais claro que se trata de um fanfarrão. Não tem a menor noção do cargo que ocupa. É mais um brincalhão na política!

Eduardo Paes tem dito que é político com “carcaça”. Com essa expressão pretende demonstrar que tem peso na política brasileira. Contudo, suas frases públicas são um verdadeiro desastre. Demonstram infantilidade e absoluta ausência de seriedade. Dá a entender que acredita ser “legal” mostrar-se descontraído com tudo, até mesmo com temas bastante sérios. Apresenta o que há de pior na cultura brasileira. Afinal, este blog tem textos nos quais afirma que a descontração só tem sentido para indivíduos que levam a vida a sério em algum momento. Descontração contínua tem outro nome: irresponsabilidade.

Com a inauguração da vila olímpica, Eduardo Paes deu mais uma “bola fora”. Afinal, a delegação australiana afirmou que não havia a menor condição de viver nas instalações oferecidas. Por quê? Porque estavam repletas de vazamentos. Além disso, foram narrados episódios de furto. Com acerto, a referida delegação se negou a ficar na vila olímpica.

O “prefeito brincalhão”, porém, falou publicamente que podia colocar uns cangurus para a delegação se sentir em casa. Quem fala o que quer, ouve o que não quer. A manifestação da Austrália em face das desrespeitosas declarações do prefeito do Rio de Janeiro foi precisa. Segundo os australianos, não são precisos cangurus, mas sim encanadores e equipes de segurança.

Os políticos brasileiros precisam entender que o descompromisso com a coisa pública não será mais aceito pela população brasileira e, menos ainda, por delegações de países que não têm essa descontração perniciosa como um traço lamentável de suas culturas. Os brasileiros precisam aprender com essa intolerância. Não dá mais para tolerar tanta irresponsabilidade. Há muitos palhaços na política. Gente que acha que o povo topa ser feito de idiota.

Acorda, Eduardo Paes! Você está enterrando seu futuro político! Vai ser malandro noutro lugar!

Luiz Fernando de Camargo Prudente do Amaral, Advogado, Professor da Faculdade de Direito da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), da Faculdade de Direito da Universidade Paulista e de programas de pós-graduação em instituições de ensino superior, Doutor e Mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Especialista em Direito Público pela Escola Paulista da Magistratura, Especialista em Direito Penal Econômico e Europeu pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra-Portugal, Presidente da Comissão de Direito Econômico da 93ª Subseção da OAB/SP – Pinheiros, mantenedor do site http://www.cidadaniadireitoejustica.wordpress.com.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: